With Borders

No Borders

08/10/2012

BRASIL PODE PRORROGAR MEDIDA ANTIDUMPING CONTRA PAPELCARTÃO DO CHILE

A Secretaria de Comércio Exterior do Brasil publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira que vai iniciar revisão de decisão antidumping tomado contra importações de papelcartão para embalagens do Chile, para determinar eventual prorrogação de medidas aplicadas pelo Brasil em 2007.
Segundo texto da secretaria, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a revisão se refere a importações de cartões semirrígidos, revestidos, para embalagens, tipos duplex e triplex, de gramatura igual ou superior a 200 gramas por metro quadrado.
Entre os principais fabricantes brasileiros de papel cartão está a Klabin.
Segundo a Secex, a vigência das medidas antidumping tomadas pelo Brasil se encerraria em 11 de outubro deste ano. Tanto Klabin quanto Suzano Papel e Celulose e a Papirus Indústria de Papel manifestaram interesse na revisão das medidas para eventual prorrogação.
Além das empresas, também manifestaram interesse na revisão a Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa) e a fabricante Ibema Companhia Brasileira de Papel.
"Há indícios de que a extinção da medida antidumping muito provavelmente levaria à continuação do dumping e do dano dele decorrente. Propõe-se, desta forma, a abertura de revisão para fins de averiguar a necessidade de prorrogação do prazo de aplicação da medida antidumping", conclui parecer do Departamento de Defesa Comercial, divulgado pela Secex.

Fonte: Reuters