With Borders

No Borders

15/10/2012

CENSO DO DIRETÓRIO DOS GRUPOS DE PESQUISA TERÁ NOVO SISTEMA EM 2013

Um sistema mais ágil e com novas funcionalidades está sendo desenvolvido para o10º Censo do Diretório dos Grupos de Pesquisa (DGP) e será lançado, no primeiro semestre de 2013, em comemoração aos 20 anos do acompanhamento censitário das atividades dos grupos de pesquisa no Brasil. As mudanças em implementação são resultantes dos trabalhos de uma comissão de avaliação do DGP instituída pelo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em 2010. Com as alterações, busca-se a superação de problemas técnicos e conceituais já apontados pela comunidade científica e pelo próprio CNPq, além do aperfeiçoamento do sistema, considerando tanto os aspectos de conteúdo da base de dados como os relativos às ferramentas computacionais. Entre as modificações, destacam-se a reformulação do módulo para técnicos, que vai se equiparar aos módulos de pesquisadores e estudantes, demandando CPF e Currículo Lattes, a inclusão de um módulo de colaboradores estrangeiros (sem a exigência de CV Lattes), além de nova funcionalidade para guardar o histórico dos participantes. Outra novidade se relaciona com o registro da produção científica, tecnológica e artística dos grupos de pesquisa, que deixará de ser a soma da produção individual de cada participante. Caberá ao líder indicar as produções de cada participante que são específicas do grupo de pesquisa. O DGP - O Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil constitui-se no inventário dos grupos de pesquisa em atividade no país. Suas bases de dados contêm informações sobre os recursos humanos constituintes dos grupos, as linhas de pesquisa em andamento, as especialidades do conhecimento, os setores de atividade envolvidos, a produção científica, tecnológica e artística dos pesquisadores e estudantes que integram os grupos e aos padrões de interação com o setor produtivo. Esses grupos estão localizados em universidades, instituições isoladas de ensino superior, institutos de pesquisa científica, institutos tecnológicos, laboratórios de pesquisa e desenvolvimento de empresas estatais ou ex-estatais, e em algumas organizações não-governamentais com atuação em pesquisa. Iniciado em 1992, seu modelo hoje contém uma base de dados corrente e realiza censos bienais. Os censos apresentam informações quantitativas sobre os grupos de pesquisa em suas diversas dimensões e oferecem recursos de buscas textuais nas bases de dados. Informações completas dos censos realizados a partir do ano 2000, com séries históricas, súmulas estatísticas e buscas podem ser acessadas no endereço http://dgp.cnpq.br/censos/index.htm e a base corrente pode ser consultada em http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional.

Fonte: CNPQ