With Borders

No Borders

18/10/2012

SHOW DE QUÍMICA DESPERTA INTERESSE NO ESTANDE DO CNPQ

A água ficou azul, o algodão queimou como um flash, a rolha saiu voando e um fio de cobre virou caneta colorida. Parece um show de mágica, mas é um show de química. Promovido pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), o projeto Show de Química traz momentos lúdicos para atrair estudantes para a química. A apresentação faz parte da 9ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, em Brasília (DF), e é feita pela estudante de química Rana Monteiro, da Ufes, no estande do CNPq. "A química sofre com o aprendizado tradicional, ela é vista como chata pelos alunos, então o show é para que eles vejam como é diferente e interessante" explica Rana. Um dos experimentos explica a eletrólise, que é a separação dos componentes da água (H2O). Rana mostrou também como funciona a escrita eletroquímica. Em uma prancheta de alumínio ligada a um fio de cobre, é possível escrever em colorido sobre um papel tipo filtro molhado de água salgada, aplicando soluções básicas (fenolftaleína) e ácidas (iodeto de potássio). A reação dessas soluções com a água salgada e a baixa corrente elétrica do fio de cobre resulta numa espécie de tinta colorida. Outros experimentos tratam do tempo das reações e mostram como uma rolha de garrafa pode se transformar em um projétil. O projeto obteve financiamento do CNPq no edital lançado em homenagem ao Ano Internacional da Química em 2011. Em uma parceria com a Secretaria de Educação do Espírito Santo (Sedu) e o Departamento Química da Ufes, responsável pelo projeto, foram selecionadas 25 estabelecimentos de ensino para desenvolver o show na própria escola e também fora dela. O idealizador do projeto é o químico e professor da Ufes Honério Coutinho de Jesus. Ele apresentará o Show de Química nesta sexta-feira (19) no espaço da Subsecretaria de Coordenação das Unidades de Pesquisa (Scup/MCTI). Para saber mais e entender como as experiências acontecem veja os vídeos.

Fonte: CNPQ