With Borders

No Borders

05/12/2012

GOVERNO VAI QUALIFICAR MÃO-DE-OBRA EM SETORES DO PLANO BRASIL MAIOR

 O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e o Ministério da Educação (MEC) fecharam acordo de cooperação para criar, a partir de 2013, 260 mil novas vagas em cursos de qualificação com recursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As vagas vão atender setores da economia brasileira priorizados pelo Plano Brasil Maior. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (5), durante o 7º Encontro Nacional da Indústria (ENAI), promovido pela Confederação Nacional da Indústria, em Brasília.
Os primeiros setores a serem beneficiados serão de Tecnologia da Informação e Comunicação, Têxtil e Confecções, Petróleo e Gás, Pesca e Aquicultura e Energias Renováveis. Para atender as demandas por qualificação profissional nessas áreas, o acordo interministerial colocará à disposição do PBM toda a infraestrutura de cursos ministrados pelo Sistema S (Senac, Sesi, Senai e Sebrae) e pelos Institutos Federais e Estaduais de ensino.
Conforme o secretário de Inovação do MDIC, Nelson Fujimoto, um dos responsáveis pelo acordo, a parceria vai facilitar o atendimento de demandas urgentes e estratégicas nas localidades onde estão ocorrendo grandes investimentos. “A qualificação profissional precisa atender ao desafio do crescimento da indústria brasileira. Esse é um dos objetivos do Plano Brasil Maior. Na secretaria, vamos canalizar e sistematizar as demandas, identificando os setores onde essa atuação é premente”, observou.
Em 2013, os recursos do PRONATEC vão somar R$ 2,7 bilhões, e o número de novas vagas em cursos de qualificação profissional deve aumentar gradativamente. Além das 260 mil vagas, a cada três meses, haverá a oportunidade de se repactuar, junto aos ofertantes de formação e qualificação, novas demandas apresentadas pelos Comitês Setoriais do Plano Brasil Maior.

Fonte: MDIC