With Borders

No Borders

12/11/2013

PLANO NACIONAL DA CULTURA EXPORTADORA TERÁ 508 AÇÕES EM 2014

O Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) delineou 508 ações para serem realizadas no ano de 2014. As ações foram selecionadas entre 911 propostas solicitadas ou demandadas pelos 24 estados participantes e pelas 15 instituições parceiras. O PNCE integra o Plano Brasil Maior (PBM) e tem por objetivo diversificar as exportações brasileiras e ampliar a participação do país no comércio internacional. É um projeto desenvolvido por meio de ofertas de atividades ligadas à cultura exportadora nos estados mobilizando e capacitando gestores públicos, empresários de pequeno e médio porte e profissionais de comércio exterior.


São exemplos destas ações a realização de cursos, consultorias e oficinas sobre comércio exterior, além de atividades para participação em feiras e eventos internacionais de exposição de produtos e rodadas de negócios. As ações do PNCE são monitoradas em tempo real pelo Sistema de Informações Gerenciais (SIG), que permite o acompanhamento e a avaliação das atividades.


O planejamento anual do PNCE foi apresentado, nesta segunda-feira, durante a 8ª Reunião dos Pontos Focais e Entidades Parceiras, no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No evento, o secretário de Comércio Exterior do MDIC, Daniel Godinho, reforçou a necessidade de uma cultura exportadora no país. “Hoje, no mundo globalizado em que vivemos, exportar não é mais uma opção, mas é uma questão crucial para a competitividade das empresas, pois a concorrência não está mais limitada ao território nacional”, disse.


O secretário destacou que, entre as novidades para as ações do PNCE em 2014, estão o lançamento de um site específico para reunir as informações do plano, a realização de oficinas para capacitação de técnicos dos governos estaduais que lidam com o tema de comércio exterior e o levantamento de casos de sucesso no auxílio a empresários.


O PNCE está estruturado por ações divididas em cinco eixos temáticos: cultura exportadora; inteligência comercial e competitiva; ambiente de negócios; diversificação e qualificação da pauta exportadora; e promoção comercial. Os vinte e quatro estados participantes do PNCE são: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Sergipe, Santa Catarina e Tocantins.


Além do MDIC, são instituições parceiras do plano: Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Banco da Amazônia (Basa), Banco do Brasil, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Caixa Econômica Federal, Confederação Nacional da Indústria (CNI), Sebrae, Senac, Empresa de Correios e Telégrafos (ETC), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Fonte: MDIC