With Borders

No Borders

07/03/2012

MANDELSON CRITICA PROTECIONISMO PARA CONTER VALORIZAÇÃO DO REAL

Ex-comissário de Comércio da União Europeia Peter Mandelson criticou nesta terça-feira em São Paulo o protecionismo do Brasil para conter a apreciação do real frente ao dólar.
"Medidas protecionistas não são a solução, pois crer que só o mercado interno pode resolver tudo, sem abrir-se para o mundo, não me parece ser a coisa mais sensata a fazer, e o Brasil sabe disso por experiência própria", declarou Mandelson em uma conferência na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).
O também ex-ministro de Indústria e Comércio Exterior do Reino Unido participou da conferência junto ao ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso.
Em sua exposição, Mandelson apoiou a chanceler alemã, Angela Merkel, por sua decisão de patrocinar a injeção de capital feita pelo Banco Central Europeu (BCE), o que, segundo sua opinião, foi essencial para que o sistema bancário no bloco não corresse o risco de entrar em colapso.
O autodenominado "político aposentado", que foi um dos ministros mais polêmicos durante o governo de Tony Blair, admitiu que essa injeção de capital pressiona as moedas valorizadas de países emergentes como o Brasil.
"Entendo as preocupações do Brasil e até simpatizo com a posição da presidente Dilma Rousseff", que criticou o sistema financeiro mundial, apontou Mandelson. No entanto, advertiu: "tenho certeza que um colapso econômico da União Europeia teria um efeito muito pior para o Brasil que uma valorização da moeda".

Fonte: EFE.com.