With Borders

No Borders

18/03/2012

BALANÇA COMERCIAL TEM AUMENTO DE 46,55% NO PRIMEIRO BIMESTRE

A balança comercial de Catanduva começou seu segundo mês com resultado positivo. Foram comercializados U$ 30 milhões em mercadorias, aumento de 46,55% na comparação entre fevereiro e janeiro. Os dados foram divulgados na última sexta-feira pela Secretaria de Desenvolvimento e Comércio Exterior (Secex), do Governo Federal.
Assim como em janeiro, o principal produto exportado pela cidade no segundo mês do ano foram sucos de laranja não fermentados, que renderam U$ 18 milhões para a economia local.
Na segunda posição do ranking está o café solúvel descafeinado, com U$ 8 milhões de rendimento e 16% de participação total na balança comercial da cidade. A exportação de sucos de laranja congelados atingiu U$ 6 milhões.
Ainda de acordo com o Secex, o país que mais adquiriu produtos foi a Bélgica, seguido pela Holanda, China e Japão, que totalizaram mais de 50% de participação dos produtos comercializados. Itália, Rússia e Estados Unidos aparecem em seguida no ranking. Nas importações, a cidade registrou déficit 28% entre janeiro e fevereiro, resultando saldo líquido U$ 490 mil dólares.

Brasil


Em nível de Brasil, Angra dos Reis (RJ) registrou o maior superávit comercial no primeiro bimestre de 2012, com US$ 1,436 bilhão. O município foi seguido por Parauapebas-PA (US$ 1,126 bilhão), Macaé-RJ (US$ 567,169 milhões), Nova Lima-MG (US$ 505,947 milhões) e Anchieta-ES (US$ 465,585 milhões).
Entre os exportadores, Angra dos Reis-RJ também alcançou o maior volume de vendas externas no acumulado do ano (US$ 1,679 bilhão). Na sequência, os que mais exportaram foram: São Paulo-SP (US$ 1,350 bilhão), Rio de Janeiro-RJ (US$ 1,189 bilhão) Parauapebas-PA (US$ 1,184 bilhão), e Paranaguá-PR (US$ 702,061 milhões).
Na lista dos municípios que mais importaram nos primeiros dois meses (janeiro e fevereiro) deste ano, estão: São Paulo-SP (US$ 2,287 bilhões), Manaus-AM (US$ 1,996 bilhão), São Luís-MA (US$ 1,255 bilhão), São Sebastião-RJ (US$ 1,123 bilhão) e Rio de Janeiro-RJ (US$ 1,114 bilhão).
Por região, a Sul vendeu US$ 6,129 bilhões, com aumento de 14,99% sobre o mesmo período do ano passado e com participação de 17,94% nas exportações brasileiras. Na Região Centro-Oeste, houve crescimento de 31,16% no comparativo das vendas ao mercado externo, que somaram US$ 2,584 bilhões e tiveram participação de 7,56% no acumulado do ano. Os embarques da Região Norte (US$ 2,415 bilhões) corresponderam a 7,07% do total exportado pelo país e tiveram retração de 8,11% na comparação com o ano passado.

Fonte: Portal O Regional.