With Borders

No Borders

12/04/2012

GRUPO LIBRA CRIA UNIDADE DE NEGÓCIOS NO SETOR AEROPORTUÁRIO

Aeroporto Internacional de Cabo Frio é a primeira aquisição da companhia.
O Grupo Libra, uma das maiores companhias brasileiras em operação portuária e logística de comércio exterior, acaba de criar uma nova unidade de negócios, a Libra Aeroportos, com o objetivo de aliar mais um braço às soluções intermodais de transporte e logística oferecidas pelo Grupo. A nova unidade nasceu com a aquisição do Aeroporto Internacional de Cabo Frio, no Estado do Rio de Janeiro. O empreendimento torna o Grupo Libra a primeira companhia do setor na América Latina a operar todos os modais de forma integrada, reunindo terminais portuários, transporte fluvial, soluções que abrangem ferrovias e rodovias e, agora, um terminal de carga aérea.
“Por ser internacional, o Aeroporto de Cabo Frio, com capacidade para receber aviões dos mais diversos portes e cargueiros com grande tonelagem, despertou o interesse do Grupo para entrar com essa plataforma no negócio de aeroportos. Futuramente, vislumbramos ampliar os investimentos nessa área e crescer”, afirma o diretor geral da Libra Aeroportos, Pedro Orsini.
Para o Aeroporto de Cabo Frio, a nova gestão identifica boas perspectivas de crescimento do negócio com foco na expansão da atividade petrolífera a partir dos campos de óleo e gás localizados em sua área de influência, os grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, além do forte potencial turístico de Cabo Frio, Búzios, Arraial do Cabo e região, que tem boas perspectivas de se consolidar. Vale ressaltar que o Aeroporto Internacional de Cabo Frio é considerado um modelo de sucesso no segmento aeroportuário administrado pela iniciativa privada.
Para 2012, está previsto o aporte de R$ 25,1 milhões, já confirmados. Outros R$15,0 milhões de investimentos podem vir a acontecer ainda neste ano dependendo do andamento dos projetos construtivos e contratação de obras. “Os recursos serão empregados na ampliação da estrutura de atendimento às plataformas offshore, especialmente da base para recepção de helicópteros, que conta atualmente com 15 posições e ganhará mais 30”, explica Orsini. E acrescenta: “O plano de investimentos contempla ainda a criação de mais dois armazéns, que se somarão aos quatro já existentes, para dar suporte aos clientes atendidos pelo aeroporto”.
O empreendimento tem três frentes de atuação – transporte de passageiros, apoio logístico às plataformas de petróleo offshore e transporte de carga. Em 2011, o fluxo de cargas praticamente dobrou: saltou para 20.985 toneladas contra 10.668 toneladas em 2010. Os serviços relacionados ao processamento e à armazenagem de cargas representam hoje a maior parte da receita bruta total do aeroporto. O restante é advindo de locação, tarifas aeroportuárias, serviços de handling (apoio em terra a aeronaves, passageiros, cargas, bagagem e correio) e demais serviços aeroportuários.
Diariamente, cerca de 550 passageiros embarcam no aeroporto em direção às plataformas de petróleo. São 45 voos diários em média. O movimento de passageiros vem registrando aumentos significativos ano a ano. Em 2011, foram transportados 139.651 passageiros contra 88.697, em 2010. A expectativa do Grupo Libra é a de que o movimento do aeroporto cresça 35% em 2012.
Semanalmente, há voos de passageiros regulares, com destino Buenos Aires, na Argentina e Belo Horizonte. Na alta temporada (novembro a abril) vários voos fretados, oriundos dentre outros destinos de Santiago, Cordoba e Campinas chegam também semanalmente ao aeroporto.
Com a aquisição de 60% da operadora que administrava o Aeroporto Internacional de Cabo Frio, a Libra Aeroportos passa também a deter 33% de participação no Aeroporto de Angra dos Reis.
Aeroporto Internacional de Cabo Frio -Desde 2001 é administrado pela iniciativa privada, após a concessão pela Prefeitura de Cabo Frio. Desde o início da concessão, já foram investidos R$ 35 milhões no empreendimento, pelo gestor privado, e outros R$ 50 milhões pelo poder público.
Grupo Libra -Um dos maiores players brasileiros em operação portuária e logística de comércio exterior e primeiro operador privado de contêineres no País, o Grupo Libra é um diversificado conglomerado empresarial com quase 70 anos de experiência e dividido em quatro unidades de negócios – Libra Terminais, Libra Logística, Libra Aeroportos e Libra Participações.
A Libra Terminais, uma das líderes de mercado de operação portuária, reúne as operações portuárias de importação e exportação de contêineres na Libra Terminais Santos e na Libra Terminais Rio. Tem planos de expansão e diversificação das atividades nos Terminais de Santos e Rio e de construção de um novo terminal portuário em Imbituba (SC).
Já a Libra Logística dispõe de infraestrutura com centro de distribuição, gerenciamento de transporte rodoviário e ferroviário e oferece soluções integradas para operações de armazenagem, movimentação, transporte, unitização e desunitização de contêineres para exportação e importação. É composta por unidades operacionais estrategicamente localizadas junto às principais rodovias e ferrovias da região sudeste, como a Libra Logística Campinas (porto seco), o Redex Libra Logística Cubatão (especializado em cargas frigorificadas), a Libra Logística Uberlândia (porto seco) e o Redex multimodal rodo-ferroviário Libra Logística Valongo, em Santos, com capacidade, principalmente, para operar cargas especiais e de projetos.
A Libra Aeroportos é a mais nova unidade de negócios da companhia, que visa oferecer ao cliente da Libra uma malha intermodal completa e integrada aos demais negócios da companhia. O Grupo é responsável pela operação do Aeroporto Internacional de Cabo Frio, e detém 33% das ações do Aeroporto de Angra dos Reis – ambos com grande importância para o desenvolvimento do turismo fluminense. O Aeroporto Internacional de Cabo Frio conta ainda com estrutura e capacidade para armazenagem alfandegada de carga aérea ou marítima, além de funcionar como uma importante base de helicópteros e serviços de apoio às plataformas offshore das bacias de Santos e Campos.
A Libra Participações engloba negócios sob controle do Grupo Libra ou em associação com outras empresas, sendo o principal deles a Companhia de Navegação da Amazônia (CNA), maior empresa de transporte fluvial de derivados de petróleo da região.

Fonte: Portal Fator Brasil.