With Borders

No Borders

21/05/2012

SUPERÁVIT COMERCIAL SOMA US$ 761 MI NA 3ª SEMANA DO MÊS

A balança comercial  brasileira registrou um superávit de US$ 761 milhões na terceira semana de maio (14 a 20). Em cinco dias úteis, as exportações somaram US$ 5,098 bilhões e as importações, US$ 4,337 bilhões, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). 
Com esse resultado, no mês de maio, a balança comercial acumula superávit de US$ 2,952 bilhões. No período, as exportações totalizam US$ 14,823 bilhões ante US$ 11,871 bilhões das importações. 
O saldo comercial, no acumulado do ano até o dia 20 de maio, é positivo em US$ 6,270 bilhões. Esse superávit é resultado de exportações de US$ 89,469 bilhões menos importações de US$ 83,199 bilhões registradas no período. 
A média diária exportada na terceira semana de maio (14 a 20), de US$ 1,019 bilhão, foi 16,1% menor que a média de US$ 1,216 bilhão registrada até a segunda semana do mês. Segundo dados divulgados pelo MDIC, houve retração de 26,2% nas vendas de produtos básicos, especialmente, de soja em grão, minério de ferro, petróleo e farelo de soja. 
As vendas de manufaturados, em igual período de comparação, também caíram 7,6%. A maior redução foi para os embarques de automóveis, autopeças, açúcar refinado, veículos de carga, laminados planos e polímeros plásticos. Em contrapartida, as exportações de semimanufaturados cresceram 1,6%, com destaque para açúcar em bruto, celulose, ferro-ligas, óleo de soja em bruto e alumínio em bruto. 
Com relação às importações, a média diária importada na terceira semana de maio foi de US$ 867,4 milhões, resultado 7,9% menor que o verificado até a segunda semana do mês (US$ 941,8 milhões). Segundo dados do MDIC, essa queda é explicada, principalmente, pelos menores gastos com equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, farmacêuticos e instrumentos de ótica e precisão.

Fonte: Agência Estado.