With Borders

No Borders

04/06/2012

AUTORIDADE PORTUÁRIA BUSCA INVESTIMENTOS PARA GARANTIR CRESCIMENTO NAS OPERAÇÕES

A Autoridade Portuária de Itajaí realizou nesta segunda-feira, 04, um Work Shop para esclarecer à comunidade portuária e o público em geral com relação ao Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) nº 001/2012, que faz parte dos atos preparatórios do futuro processo de arrendamento dos berços 3 e 4 do Porto de Itajaí. “Optamos por esse Work Shop para esclarecermos o mercado com relação ao formato e elaboração da PMI, que deverá ser apresentada à Autoridade Portuária até o dia 02 de julho”, informa o superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior.
O evento contou com a participação do consultor da SPI o engenheiro e economista Frederico Bussinger, que atuou na modelagem do edital de arrendamento dos berços 1 e 2, no ano 2000. “A modernização e expansão da capacidade de movimentação de cargas no Porto de Itajaí depende não só da adequada qualificação técnica das operadoras, mas, principalmente, da realização de investimentos contínuos na infraestrutura terrestre, o que somente poderá ser feito por meio de um processo de arrendamento”, diz Bussinger.
O consultor destaca ainda que a necessidade de investimentos da iniciativa privada no Porto de Itajaí é de fundamental importância, uma vez que Itajaí corre o risco de ficar atrás de outros portos, inclusive os catarinenses, que vêm recebendo investimentos públicos e privados. “Itajaí foi, nos primeiros anos deste século, a grande vedete do sistema portuário brasileiro. Com o passar dos anos novas vedetes surgiram e precisamos retomar nossa posição, para não sucumbirmos”, acrescenta o especialista.
Bussinger atua como consultor em planejamento e gestão portuária e hidroviária, logística, transporte público, manutenção, planejamento urbano, modelagem de outorgas e Parcerias Público Privadas e regulação. O consultou também agrega em seu currículo ampla experiência em gestão de transportes nas áreas pública e privada e em órgãos colegiados.
O assessor jurídico da SPI, Henry Rossdeutscher, ponderou que “a Manifestação de Interesse, entre outros benefícios, trará embasamentos para inúmeras decisões administrativas, indispensáveis para a futura outorga de arrendamento, bem como ampliará a transparência do processo como um todo, em razão da participação indireta dos particulares em atos de competência da administração”. 
Ainda, o superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior defendeu que “Esses investimentos vão alavancar o desenvolvimento regional e melhorar o desempenho dos serviços públicos prestados pela Autoridade Portuária”.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Porto de Itajaí.