With Borders

No Borders

12/06/2012

SENADORES PEDEM FIM DE ''BARREIRAS DESLEAIS'' IMPOSTAS PELA ARGENTINA

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) enviará ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e à presidente Dilma Rousseff documento reunindo preocupações com impactos das barreiras impostas pela Argentina aos produtos fabricados no Brasil. A informação é do presidente da CDH, senador Paulo Paim (PT-RS).
O parlamentar informou ainda que a bancada gaúcha no Congresso aguarda agendamento para uma audiência sobre o tema com o governo federal. Paim se manifestou ao final de debate realizado nesta terça-feira (12) na CDH, sobre problemas enfrentados por empresas do Rio Grande do Sul que exportam para o país vizinho.
No documento que será enviado às autoridades federais, os senadores pedem o fim de barreiras desleais impostas a produtos brasileiros; a retirada da exigência de licenças não automáticas no comércio com o Brasil; o respeito às regras da Organização Mundial de Comércio (OMC) e do Mercosul; a construção de uma agenda positiva bilateral; e o fortalecimento do sistema de uso de moeda local nas trocas entre os dois países.
Na opinião da senadora Ana Amélia (PP-RS), é urgente a manifestação do Itamaraty e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior frente às imposições feitas pelo governo argentino. Para ela, o Brasil precisa agir com rigor em defesa da indústria, do emprego e da soberania nacional.
Presente ao debate na CDH, o senador Wellington Dias (PT-PI) sugeriu que a reunião com o ministro Fernando Pimentel também reúna senadores das comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR).
Wellington Dias observou que as relações comerciais entre Brasil e Argentina têm grande impacto no Mercosul como um todo, lembrando que o bloco ainda estaria em fase de consolidação.

Fonte: Cenário MT.