With Borders

No Borders

12/06/2012

MÍDIA REPERCUTE PREOCUPAÇÃO DO GOVERNO COM MOVIMENTO DOS SERVIDORES

A possibilidade de deflagração de uma greve dos Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil), com efeito cascata para outros setores do serviço público, definitivamente preocupa o Governo. A Mobilização de Advertência da Classe, que acontece nos dias 12 e 13 de junho, é manchete em diversos veículos de comunicação. Junto às informações relativas ao movimento reivindicatório dos servidores públicos, os jornais dão destaque às ações iniciadas pela Classe.
“Na avaliação de Pedro Delarue, presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco), o conjunto de paralisações demonstra um erro de estratégia do governo na negociação com os servidores” destaca o jornal Correio Braziliense na edição da segunda-feira (12/6). A matéria, que ocupa meia página do caderno de economia repercute a preocupação do Governo com o movimento dos servidores, em específico o dos Auditores-Fiscais da RFB que realizam atividades estratégicas para o Estado brasileiro. 
Segundo o Correio, a primeira onda de greves do Governo Dilma Rousseff começou a tomar corpo. “Depois dos professores universitários, os técnicos administrativos das universidades também cruzaram os braços, ontem, em protesto por reajustes salariais. Já os auditores fiscais da Receita Federal prometem uma paralisação de alerta para hoje e amanhã e, caso não sejam atendidos, ameaçam greve geral a partir da semana que vem”, ressalta o texto.

Fonte: Sindifisconacional.