With Borders

No Borders

18/06/2012

SECRETÁRIA DE COMÉRCIO EXTERIOR RECLAMA DAS BARREIRAS ARGENTINAS

Brasília – A secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Tatiana Lacerda Prazeres, disse hoje (18) que o governo brasileiro “não está satisfeito” com a postura comercial adotada pela Argentina. As declarações foram dadas durante audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado.
“Não estamos satisfeitos, mas esse contato direto pode facilitar o entendimento entre os dois países”, observou. Ela ainda registrou que o governo brasileiro não ignora os prejuízos causados à indústria nacional e espera resolver os entraves impostos ao comércio bilateral.
Tatiana informou que uma nova reunião entre os governos brasileiro e argentino está marcada para a próxima semana em Buenos Aires.
“As barreiras se multiplicam, vêm afetando todos os parceiros comerciais e isso nos preocupa. Mas seguiremos empenhados enquanto houver qualquer empresa brasileira enfrentando obstáculos para vender ao exterior. Estamos absolutamente atentos aos setores intensivos em mão de obra e especialmente afetados por barreiras do país vizinho”.
Mesmo com os problemas enfrentados pela indústria brasileira, a secretária destacou que não houve paralisação na relação bilateral. Apesar da redução de 11% no comércio com a Argentina em 2011, o Brasil exportou US$ 7,5 bilhões neste ano, com saldo positivo de US$ 1,2 bilhão.
A queda, segundo a secretária, é resultado também do impacto da crise econômica. “Há uma crise internacional em curso que vem afetando as exportações de todos os parceiros comerciais. Como temos um comércio muito intenso, somos afetados. Mas não somos os únicos”.

Fonte: Agência Brasil.