With Borders

No Borders

18/06/2012

IPC-S TEM MAIOR REDUÇÃO DESDE O FIM DE FEVEREIRO E FICA EM 0,28% NA SEGUNDA PRÉVIA DE JUNHO

São Paulo – A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), da Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou variação de 0,28% na segunda semana de junho. O resultado é 0,15 ponto percentual inferior ao da apuração passada (0,43%). Essa é a menor taxa desde a quarta semana de fevereiro, quando o índice ficou em 0,24%.
Sete das oito classes de despesa que compõem o índice tiveram decréscimos nas taxas de variação.
O grupo despesas diversas apresentou a maior redução, passando de 3,63%, no início do mês, para 2,38%, nesta apuração. O destaque foi o item cigarros (5,54%), com redução de 2,97 pontos percentuais em comparação com a primeira semana (8,51%).
A variação negativa no preço dos automóveis novos (de -2,08% para -3,46%) pressionou para a quarta redução consecutiva no grupo transporte (-0,65%). A taxa é 0,26 ponto percentual menor do que a registrada na primeira semana (-0,39%).
A terceira maior redução do IPC-S ocorreu no grupo vestuário (0,40%), um decréscimo de 0,25 ponto percentual em comparação com a apuração do início do mês (0,65%). O destaque nessa classe de despesa foi o item roupas, cujo índice passou de 0,65% para 0,16%.
Também apresentaram decréscimo em suas taxas os grupos: habitação (de 0,44% para 0,29%), saúde e cuidados pessoais (de 0,54% para 0,45%), alimentação (de 0,76% para 0,74%) e educação, leitura e recreação (de 0,14% para 0,08%).
Apenas o grupo comunicação (de -0,18% para -0,06%) registrou acréscimo em sua taxa de variação. A tarifa de telefone residencial foi o item com maior alta nessa classe de despesa, passando de -0,51% para -0,28%.

Fonte: Agência Brasil.