With Borders

No Borders

20/06/2012

PIMENTEL DESTACA COMPETÊNCIA DO BNDES NOS 60 ANOS DA INSTITUIÇÃO

Rio de Janeiro (20 de junho) – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, ressaltou nessa terça-feira (19) a importância do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o investimento de longo prazo no setor produtivo e para o crescimento da economia nacional.
“Feliz é o país que pode mostrar ao mundo um instrumento de gestão tão competente e comprometido como o BNDES”, afirmou o ministro, ao lembrar a excelência do corpo técnico da instituição durante a cerimônia que comemorou os 60 anos do banco, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.
Ainda como parte do discurso de abertura do evento, o ministro leu uma carta da presidenta Dilma Rousseff – que participava da reunião do G-20, no México – às funcionárias e aos funcionários do BNDES (leia a íntegra aqui). A presidenta elogiou o papel da instituição no enfrentamento da crise financeira, a exemplo do que desempenhou em 2008 e 2009. “Poucos países possuem uma instituição que pode apoiar de forma vigorosa o investimento em um cenário de incerteza”, disse.
O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, sublinhou a importância da instituição no financiamento do progresso brasileiro nas últimas seis décadas. “Não há setor da chamada indústria de base e da grande infraestrutura que não tenha contado com o apoio do BNDES desde a sua fundação”, disse. A solenidade reuniu funcionárias, funcionários e ex-presidentes do banco, além dos ministros do Planejamento, Míriam Belchior, da Defesa, Celso Amorim, e da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt.
Com a comemoração dos 60 anos da instituição em meio à realização da Rio+20, Pimentel e Coutinho destacaram ainda o desafio do BNDES de promover a mudança da economia brasileira rumo a um modelo sócio e ambientalmente sustentável. “Esse é o desafio que está posto. E nós vamos enfrentá-lo honrando o legado e a memória de todos os que construíram o BNDES”, concluiu Coutinho.

Fonte: MDIC.