With Borders

No Borders

27/06/2012

REDUÇÃO DE TAXA DE LONGO PRAZO PODE SIGNIFICAR JURO ZERO PARA INVESTIMENTOS, DIZ CNI

A redução da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) de 6% para 5,5% pode significar, segundo o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, juro zero para os investimentos no país. Para isso, basta que o governo consiga cumprir a meta de inflação prevista, de 4,5%, com variação de até 2 pontos percentuais (pp).
A TJLP é usada como referência para os empréstimos ao setor produtivo, feitos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A taxa estava em 6% desde julho de 2009. “Uma taxa de TJLP a 5,5% é juro zero, se considerarmos que a inflação deve estar em torno de 5,5%. De fato, essa redução de 0,5 pp é uma redução importante”, disse, hoje (27), Andrade, após o anúncio das medidas adotadas pela equipe econômica.
Segundo o presidente da CNI, “o Brasil precisa desonerar investimentos porque o que cria e mantém os empregos, para fazer o país crescer, são os investimentos". Ele, no entanto, argumenta haver espaço para outras reduções. "Ainda temos muitos impostos sobre investimentos, apesar de termos avançado [em taxas] bastante na questão de PIS, Cofins e IPI [Programa de Integração Social, Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, Imposto sobre Produtos Industrializados]. Setores como os de celulose, papel e siderúrgicos ainda são impactados fortemente por impostos. Além disso, tem a questão do ICMS, que tem impacto muito elevado”.
A decisão sobre a TJLP seria anunciada após a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), amanhã (28), mas acabou sendo antecipada hoje pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante solenidade de lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no Palácio do Planalto.

Fonte: Agência Brasil.