With Borders

No Borders

28/06/2012

VANESSA GRAZZIOTIN: PAÍSES TÊM RESPONSABILIDADES DIFERENTES QUANTO AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) avaliou como positivos os resultados da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, recentemente realizada no Rio de Janeiro. Na opinião dela, embora a expectativa sobre o encontro tenha sido bem maior do que o que foi efetivamente alcançado, ficou patente que é preciso estabelecer metas mais seguras em relação ao uso dos recursos naturais, e que as responsabilidades devem ser diferenciadas por países.
– A responsabilidade dos países desenvolvidos é muito maior que a responsabilidade de países emergentes, como o nosso – disse, na tribuna do Plenário nesta quinta-feira (28).
Ao mencionar as discussões travadas na Rio +20 em torno do desenvolvimento sustentável, do conceito de “economia verde” e da preservação das florestas, Vanessa Grazziotin frisou que o grande desafio do Brasil “é transformar a maior riqueza natural do planeta, que é a Amazônia, em riqueza para as pessoas”.
A senadora chamou atenção especial para o papel dos legisladores no estabelecimento de políticas que definirão como o mundo equacionará desenvolvimento e preservação do meio ambiente. Para Vanessa, a própria Organização das Nações Unidas (ONU) precisa repensar a importância que dá aos legisladores.
Ela lembrou que os Poderes Executivos dos países são responsáveis pela condução dessas políticas, mas quem define o que pode ou não ser feito são os parlamentos. Também citou o caso brasileiro como exemplo, lembrando que o Congresso Nacional está, desde o ano passado, em intensa análise do novo Código Florestal. A senadora comentou o papel da presidente da República, Dilma Rousseff, de sancionar parte do texto e editar medida provisória para regulamentar o que foi vetado. Mesmo assim, Vanessa Grazziotin afirmou que “o Poder Legislativo protagoniza a construção da nova lei ambiental”.
Ela relatou ter estado no grupo de parlamentares brasileiros que participou da Cúpula Mundial de Legisladores, promovida pela organização Globe International, cujo objetivo é o debate das políticas ambientais adotadas em todo o mundo. Segundo a senadora pelo Amazonas, havia 85 países representados nesse encontro.


Parintins


Vanessa Grazziotin também saudou, em seu pronunciamento, o início da festa da cidade de Parintins, a partir de amanhã (29), na qual há o “duelo” dos bois bumbás Garantido e Caprichoso.
- É mais do que uma festa, é uma ópera popular que manifesta a cultura milenar do povo nordestino e dos índios – resumiu.

Fonte: Agência Senado.