With Borders

No Borders

10/07/2012

APEX-BRASIL E ABTI PRORROGAM PROJETO BRAZILIAN LOGISTIC

A Apex-Brasil e a Associação Brasileira de Transportadores Internacionais (ABTI) assinaram na ultima quinta-feira, em Porto Alegre, a prorrogação do projeto Brasil Logistics, parceria entre as entidades para promoção dos serviços brasileiros de frete rodoviário internacional. O convênio foi prorrogado ate outubro deste ano e tem meta de gerar US$ 24 milhões em serviços de frete ate 2013. A parceria prevê investimentos de R$ 1,6 milhão por parte da Apex-Brasil e da ABTI. Os recursos serão investidos em ações do projeto, como rodadas de negócios entre exportadores brasileiros e clientes estrangeiros no Brasil e no exterior e participações em grandes eventos do setor.


Caminhão atravessa fronteira entre o Brasil e a Argentina (Divulgação)


Os objetivos do programa Brasil Logistics são promover a consolidação dos negócios das empresas brasileiras de transporte de cargas na América do Sul (principalmente na Argentina e no Chile, considerados mercados prioritários) e ampliar a participação dessas companhias no Uruguai, no Paraguai e na Bolívia. Atualmente, o projeto conta com 64 integrantes. “A principal motivação para a iniciativa ocorreu em 2009, quando a ABTI percebeu que o setor corria risco de perder participação na Argentina. O governo argentino estava dando facilidades a empresas locais no processo de renovação de frota de caminhões”, diz Wagner Eduardo Paino Paes, gestor da unidade de projetos da Apex-Brasil.
De acordo com Paes, as maiores dificuldades hoje encontradas por companhias nacionais que fazem frete ao exterior é achar empresas que queiram fazer o “frete da volta”. “Muitos empresários brasileiros levam a mercadoria ao exterior e procuram quem, na volta, queira trazer produtos de fora – para dividirem a despesa com o transporte e diminuir o custo logístico”, revela. “O projeto ajuda a fazer esse contato através de especialistas e exportadores”, completa.
Foram apresentados também os resultados e as futuras ações do projeto Brasil Logistics, com destaque para a participação na Expo Logisti-K, uma das maiores exposições do segmento, realizada de 7 a 10 de agosto em Buenos Aires. “Vamos levar 15 empresários brasileiros, que vão se encontrar com 40 representantes de companhias argentinas de frete internacional”, revela Paino Paes. “O mercado argentino é bastante importante pelo intenso fluxo de carga bilateral. A ideia é fazer essa movimentação com a frota nacional. Mostrar que a frota é qualificada para fazer esse serviço e que temos um bom seguro de carga e prazo de entrega”, conta. “Na Expo Logistic-K, temos a meta de gerar US$ 2,5 milhões em negócios, sendo US$ 1,5 milhão durante a feira e US$ 1 milhão com as negociações realizadas nos 12 meses seguintes”, afirma Paino Paes.

Fonte: Banco do Brasil.