With Borders

No Borders

31/07/2012

MERCOSUL TORNA-SE A QUINTA ECONOMIA MUNDIAL COM ENTRADA DA VENEZUELA, DESTACA DILMA

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff saudou hoje (31) a entrada da Venezuela no Mercosul e disse que, com o novo integrante, o bloco torna-se a quinta economia mundial. A presidenta também convidou os empresários dos países do Mercosul a aumentarem os investimentos e parcerias na região.
“O Mercosul inicia uma nova etapa. De agora em diante, nos estendemos da Patagônia até o Caribe. Considerando os quatro países mais ricos do mundo, os Estados Unidos, a China, Alemanha e o Japão, o Mercosul é somado à quinta economia, nessa ordem. A presença venezuelana aporta muito nesse sentido, reforça nossos recursos, abre oportunidades a vários empreendimentos”, disse Dilma, em declaração à imprensa após reunião do bloco.
A presidenta destacou ainda que, com a Venezuela, o Mercosul consolida-se como uma grande potência energética global. “A Venezuela tem reserva de petróleo das maiores do mundo e busca, nos últimos anos, a industrialização, o que muda a perspectiva da integração produtiva”.
Dados citados pela presidenta mostram que a relação comercial da Venezuela com o Mercosul aumentou sete vezes ao longo da última década. Segundo Dilma, há, agora, espaço ainda maior para o crescimento do comércio, dos investimentos e da integração das cadeias produtivas dos países associados.
Dilma também falou sobre a importância de assegurar o desenvolvimento com inclusão social e distribuição de renda aos 270 milhões de sul-americanos que passam a integrar o Mercosul. E citou a necessidade de ampliar a integração nas áreas de ciência e tecnologia e capacitação de recusos humanos, dando continuidade à ação iniciada durante o período em que a Argentina ocupou a presidência pro tempore do Mercosul.

Fonte: Agência Brasil.