With Borders

No Borders

03/08/2012

FILA DE IMPORTADOS ENGROSSA NOS PORTOS

Os reflexos negativos da greve dos funcionários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), iniciada no último dia 16, e a operação-padrão dos funcionários da Receita Federal sobre a atividade de comércio exterior se acumulam.
Além da fila de espera dos navios para atracar nos terminais portuários, há a demora na liberação das cargas importadas. De acordo com o Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Espírito Santo (Sindiex), são mais de 500 os processos de importação que estão parados à espera da liberação das mercadorias.
O Sindiex entrou com mandado de segurança objetivando a liberação das cargas durante a greve, mas o pedido ainda não foi apreciado pela Justiça. Cargas como medicamentos, produtos para a saúde, peças para equipamentos médicos e acessórios para a utilização em pacientes dependem de fiscalização da Anvisa para a liberação.

Fonte: A Gazeta.