With Borders

No Borders

03/08/2012

MERCOSUL

O presidente do Congresso do Paraguai, Jorge Oviedo, afirmou ontem que um irmão do presidente venezuelano, Hugo Chávez, teria oferecido US$ 100 mil a um deputado para impulsionar a entrada do país no Mercosul em 2011. Não foi revelado o nome do irmão do líder venezuelano que teria feito a proposta. 
A declaração de Oviedo foi interpretada como uma resposta às declarações do presidente venezuelano, segundo as quais o país conseguiu entrar no Mercosul sem ceder à "chantagem" dos senadores paraguaios. "Um grupo desses senadores pedia dinheiro, pediam milhões de dólares", acusou Chávez. "Se supostamente os senadores eram os que pediam o dinheiro, por que (a Venezuela) não entrou faz tempo no Mercosul? É mentira", rebateu Oviedo.

Fonte: Correio Braziliense.